17 de jan de 2016

O céu de Hitchcock

Estou em um filme do Hitchcock
onde só há pombos e urubus
sobrevoando o céu.
A cidade matou os pássaros.
A Baía de Guanabara cospe catarro na areia de praia
e arrota podre.
Caminho tentando encontrar beleza,
mas só vejo paus de selfie,
carros, fios de alta tensão.
Pisoteio formigas desorientadas
e sigo de volta pra casa.
“As formigas nas mãos de Buñuel são mais belas”, penso.
Os pássaros de Hitchcock são mais belos.
A realidade fede.


SÉRIE: PAISAGENS URBANAS – PRAIA DE ICARAÍ I

Nenhum comentário: