18 de jan de 2016

Só amêndoas estouradas

Hoje não tem poesia no calçadão da praia.
Só amêndoas estouradas e poças d’água.
Nem choveu – claro!,
porque dessa vez eu levei guarda-chuva.
Ainda há pessoas que pegam onda nessas águas.
Eu nunca entendi as pessoas que pegam onda nessas águas.
Nem onda tem.
Só coliformes fecais.
Será que ainda existem os caçadores de mariscos
que emergiam entre as pedras?
Só vejo um punhado de conchas abertas.
Eu caminho como uma caçadora de tesouros.
Mas não há tesouros no calçadão da praia.
Só amêndoas estouradas.


SÉRIE: PAISAGENS URBANAS – PRAIA DE ICARAÍ II

Nenhum comentário: